Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 7 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching Afetivo e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



sexta-feira, 23 de junho de 2017

A sociedade é tão importante assim ?


Se ainda não aconteceu com você, certamente acontecerá. Você se vê vivendo uma mesma rotina há anos : trabalhar, pagar as contas, dormir, cuidar dos filhos e da família, comprar, fazer dívidas, trabalhar mais, dormir menos, usar a roupa da moda, ter um carro zero, crescer na carreira... até que em algum momento você se pergunta : por quê ? Para quê ?

Deve haver algo mais do que só trabalhar, pagar as contas, dormir, cuidar dos filhos.... A vida é muito maior do que isso. As oportunidades nos aparecem diariamente. Oportunidades de quê ? De reflexão, crescimento, amadurecimento.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Fazer o que gosta ou gostar do que faz ?


Passamos muitas horas trabalhando. Se fizermos uma média aproximada, são pelo menos 8 horas trabalhando todos os dias, 8 horas de sono e mais 8 horas para outras atividades. Então passamos um terço dos nossos dias trabalhando, o que não é pouco. 

Se fazemos algo que gostamos, as horas passam voando, nem nos damos conta de que tanto tempo se passou pois nosso envolvimento é grande quando gostamos das nossas atividades, as horas passam levemente, não temos pressa para que o tempo passe.

Exatamente o oposto acontece quando não trabalhamos com o que gostamos. As horas demoram para passar, toda hora estamos olhando o relógio com a esperança de que ele já tenha avançado... e isto demora pra acontecer. Em situações assim, trabalhar é um fardo, as horas não passam nunca... e o que é pior : no dia seguinte acontece tudo de novo.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Insanidade é fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes


Todos querem mudar. Sempre temos algo que gostaríamos que fosse diferente. O ser humano é insaciável por natureza, sempre quer algo mais, ou algo novo ou algo diferente.

Uns querem mudar de vida, priorizando os bens materiais. Então desejam um carro melhor, uma casa melhor, quem sabe morar numa cidade melhor.

Outros querem saber mais, conhecer mais. Então fazem Faculdade, Especialização, Mestrado, Doutorado, Pós Graduação, novos cursos, sempre em busca de mais conhecimento.

Outros querem mudar seu jeito de ser : não gostariam de ser tão impacientes, ou tão descontrolados financeiramente ou tão procrastinadores...

O fato é que todos querem mudanças. Sempre temos algo que não nos contenta e por isso, queremos mudar. Mas a mudança na maioria das vezes é lenta e gradual. Não existe um botão que podemos apertar para que tudo mude. A mudança exige trabalho e comprometimento.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O Poder da Gratidão


Existem dias em que acordamos meio que de mal com a vida. Já começa com uma grande preguiça de sairmos da cama. Depois vem a rotina do dia a dia, parece que naquele dia nada dá certo : o trânsito está pior do que o de costume, o dinheiro não deu até o fim do mês, aquele seu encontro foi cancelado, o chefe está bravo com você, seus amigos estão todos ocupados.... Parece que tudo conspira para dar errado naquele dia.

Dias assim – por mais que não gostemos – são importantes na nossa vida. São importantes porque nos propiciam o exercício da gratidão. E este exercício pode ser sempre aprimorado, basta que tenhamos olhos para ver e coração para sentir.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

O Caminho do Meio


O poeta Ferreira Gullar nos presenteou com esta pérola para reflexão : “Eu não quero ter razão, eu quero ser feliz”. Quem quer ter razão quer ganhar, quer fazer valer a sua verdade a qualquer custo, quer sempre mostrar para o outro que ele está certo. Quem quer ser feliz não está preocupado em ter razão sempre ou em ser reconhecido em seu ponto de vista porque é o mais correto. Quer apenas evitar o conflito e ser feliz.

Evidentemente alguns dirão que se ser feliz é se calar, esta não é uma boa atitude. Afinal, em nome de ser feliz, você vai ficar sempre dando razão pro outro mesmo que o outro esteja errado ? Em nome de evitar uma briga vai engolir sapo e se calar sendo que o outro nem ao menos reconhece sua atitude empática ?

E os que querem ganhar e ter razão entendem que se o ponto de vista deles está certo, por que se calar ? Por que não brigar pelo que acreditam e pelo que – em seu ponto de vista – é o certo a fazer ?

quinta-feira, 30 de março de 2017

Reflexões sobre o futuro


Uma paciente compartilhou comigo um artigo sobre a geração Y e sua forma de viver a vida. O artigo explica que a geração Y não tem desejos de ter um carro ou uma casa própria como a geração de seus pais. Ter bens e propriedades não é o que lhes interessa. O que a geração Y deseja é viver experiências.

Nada mais enriquecedor do que viver experiências. Podem ser experiências carregadas de emoção como saltar de bungee jump, passear de balão, ou fazer rafting, descendo corredeiras de bote. Podem também ser experiências de amadurecimento, como morar fora do país, fazer um curso no exterior e até mesmo dividir seu espaço com várias pessoas morando numa república.


quarta-feira, 22 de março de 2017

A importância do lazer em nossas vidas


O lazer sempre foi algo importante em nossa vida. Parar faz bem. Nos desacelera, nos permite espaço para reflexão, nos deixa mais calmos. Mas também pode nos gerar culpa. Será que podemos parar ? Será que somos merecedores de descanso e férias ou seremos cobrados por isto mais adiante ?

Muitas empresas têm a cultura da hora extra. Neste caso, fazer hora extra é normal. Se o funcionário simplesmente cumpre seu horário e vai embora, recebe olhares de reprovação : “como assim já vai embora ? Não sabe que estamos todos nos matando de trabalhar ?”

Algumas empresas já perceberam como o lazer é fundamental. Horas extras só são permitidas com aprovação da gerência. Elas desejam e já sabem que um funcionário feliz rende mais, tem mais comprometimento, erra menos, sente mais satisfação com seu trabalho.

quarta-feira, 15 de março de 2017

De que maneira você leva a sua vida ?


Não podemos e não devemos julgar o sofrimento das pessoas. Devemos ter compreensão quanto ao sofrimento de cada um e da forma como cada um reage às adversidades da vida. Nós não somos perfeitos, não devemos exigir perfeição das pessoas ao nosso redor.

Vejo pessoas que sofrem por amor : não encontraram seu par ou estão vivendo um casamento medíocre. Alguns já se casaram e se separaram várias vezes... outros vivem um eterno luto pela perda de seu cônjuge e mal conseguem tocar a vida pra frente sozinhos.

quinta-feira, 9 de março de 2017

A vida é mesmo extraordinária


A vida é mesmo extraordinária ! Por mais que pensemos que sabemos de tudo, que temos o controle de nossa vida, é muito interessante percebermos que não controlamos tudo, que sempre algo extraordinário pode nos acontecer – para o bem ou para o mal !

Pode ser que você viva uma vida correta, não lese ninguém, não tenha grandes ambições e de repente você se veja endividado. Pode ser porque bateu o carro, porque emprestou dinheiro para alguém que não te pagou, porque deu um passo maior do que deveria. Por mais que você tivesse este controle, de repente algo aconteceu fora do planejado.

O mesmo pode acontecer com sua saúde. Você se cuida, faz ginástica, toma vitaminas, tem uma vida regrada. E de repente, se vê doente, tendo que passar por exames, talvez até cirurgia. Novamente algo inesperado aconteceu, saiu fora do seu controle.

quinta-feira, 2 de março de 2017

O sapo e o escorpião


Já diz o ditado popular : “Quem vê cara, não vê coração”. Tem mais um nesta linha : “O que os olhos não vêem, o coração não sente”. E tem ainda a história do sapo e do escorpião.

Para quem não conhece, a história é assim : era uma vez um escorpião que queria ir à outra margem do rio, mas como escorpião não nada, não conseguia atravessar o rio. Ele então se aproximou do sapo e lhe pediu uma carona, o que este prontamente lhe respondeu : “Você está louco ? Se eu lhe colocar nas minhas costas, você me mata”. O escorpião com sua lábia logo respondeu : “Mas se eu lhe matar, eu também morro. Afinal, não sei nadar. Você vai afundar e eu também”. “Além do mais” – disse o escorpião – “temos que nos ajudar aqui na floresta, sermos amigos”. E com este argumento convincente, o sapo lhe deu a carona solicitada.

O escorpião se viu em grande tentação, afinal “nunca foi tão fácil”... e num golpe certeiro, picou e matou o sapo. Obviamente, ele também afundou e morreu. E aqui vem a grande moral da história : o sapo morreu de desgosto, porque confiou em quem ele julgava seu amigo. O escorpião morreu de prazer, porque cumpriu a sua natureza.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Colocando limites


As cenas são clássicas : jovens sentados que não oferecem seu lugar para os mais velhos. Motoristas apressados que quase atropelam o pedestre e ainda reclamam do pedestre estar atravessando a rua – na faixa, vale dizer ! Em casa, filhos que só usufruem da família e não contribuem com nada – nem pagando uma conta de luz – embora trabalhem e tenham seu salário. Mulher que controla cada passo do passo do marido e o sufoca querendo saber a todo instante onde ele está. Marido que usufrui do dinheiro da mulher gastando tudo em bares. Professores acuados pelos pais porque seus filhos vão mal na escola. Os exemplos são inúmeros....

Leia mais : http://coachingepsicanalise.com.br/colocando-limites/

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Pior do que investir num casamento ruim e ele terminar, é não investir e ele permanecer ruim como está


As pessoas se casam por diversos motivos : para serem felizes, para formarem uma família, para melhorarem de vida, por amor, por dinheiro, por segurança, por reconhecimento, entre outras coisas. Mas podemos dizer que ninguém se casa para se separar.

Existe muita expectativa em torno de um casamento : será este (a) meu (minha) príncipe (princesa) encantado (a) ? Serei feliz ? Terei uma vida melhor ? Realizaremos nossos sonhos juntos ? Teremos filhos ? Formaremos uma família feliz ?

Com o decorrer do casamento, a rotina aparece – é inevitável. Muito do romance se vai, existem adversidades a serem vencidas como problemas financeiros, de saúde, familiares, crises existenciais... A rotina vai desgastando aquele sonho, afinal existem contas para serem pagas, filhos para serem criados, casa para ser limpa e arrumada, emprego para ser mantido, brigas com o chefe, desentendimentos com sogros e sogras. Enfim, a lista é grande.

Leia mais : http://coachingepsicanalise.com.br/pior-do-que-investir-num-casamento-ruim-e-ele-terminar-e-nao-investir-e-ele-permanecer-ruim-como-esta/

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

A verdade de cada um


Minha verdade é composta dos meus valores, das coisas em que acredito, dos meus pontos de vista, das minhas inferências, do que eu entendo que é certo, entre outras coisas. A sua verdade é composta dos seus valores, das coisas que você acredita, dos seus pontos de vista, de suas inferências, do que você entende que é certo, entre outras coisas.

Como eu tenho a minha verdade e você tem a sua, elas podem não ser coincidentes, e aí surge o conflito. Eu vou defender a minha verdade, porque acredito que eu estou certa. Você vai defender a sua verdade, porque acredita que a sua está certa. Iremos divergir, discutir, conflitar, porque defenderemos nossas verdades com unhas e dentes. Mas nos esquecemos de uma coisa : estamos falando da verdade de cada um.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Toda vida tem um fim


A única coisa de que temos certeza na vida é de que vamos morrer. Quando nascemos, não sabemos a vida que teremos pela frente. Como será nossa caminhada ? Faremos amigos ? Vamos pra escola ? Teremos uma vida confortável ou uma vida sofrida ? Vamos constituir família ? Vamos lutar por uma causa ? Vamos defender os mais fracos ? Seremos os mais fortes ? Vamos viver a vida no automático ?

Não sabemos de nada disso, mas sabemos que vamos morrer. Um dia – acontecerá com todos nós – vamos morrer. Pode ser de repente, em virtude de um acidente ou de um infarto. Pode ser lentamente, em virtude de uma doença em evolução. Pode ser que estejamos preparados para este dia. Pode ser que evitemos pensar neste assunto. Mas o fato é fato : vamos morrer um dia.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Um bom inimigo e um fiel amigo


Vivemos em sociedade, nos relacionamos, convivemos com pessoas diariamente em casa, no trabalho, na rua, nos momentos de lazer... Nos acostumamos com este convívio, compartilhamos espaços, casas, sonhos, vidas, experiências. Ao convivermos com o outro, vamos estabelecendo limites, refletimos sobre novos pontos de vista, aprendemos o respeito, o limite do outro, valores diferentes dos nossos. Vivemos conflitos, resolvemos conflitos. Assim, vamos aprendendo a conviver em sociedade.

Algumas pessoas são temporárias, passam por nossa vida por um espaço curto de tempo. Pode ser em virtude do trabalho, da vizinhança, de amigos em comum.... Quando mudamos de trabalho, de casa ou até de cidade, perdemos contato com estas pessoas, pois eram apenas pessoas de nosso convívio que nos eram próximas devido àquela circunstância específica.

Leia mais : http://coachingepsicanalise.com.br/um-bom-inimigo-e-um-fiel-amigo/

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Você quer mesmo ser uma pessoa melhor ?


Todos podemos ser melhores. Quando digo podemos, me refiro a uma escolha, me refiro também ao potencia de cada um, à realização de um desejo, à mera opção disponível a todos nós de sermos melhores todos os dias.

Posso escolher ser uma pessoa melhor quando sou gentil ou quando resolvo estudar com afinco algum assunto que me fará melhor conhecedora de algo ou me proporcionará mais conhecimento para meus afazeres.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Somos únicos por sermos nós


Um amigo tem uma idéia peculiar sobre o que é ser imortal : se você deixou uma obra que irá durar para sempre, será imortal. Você pode ser um escritor, um pintor, um escultor, um cantor.... enfim, um artista, que mesmo depois de morto, será lembrado por suas obras e portanto, será imortal.

Partindo deste conceito, será que só os artistas são imortais ? Penso que não. Afinal, posso deixar meu legado através de exemplos, de idéias, de atitudes. E mesmo não tendo deixado uma obra física para ser lembrada, posso alimentar um ideal – que poderá ser imortal.

Na sociedade em que convivo, posso deixar o exemplo da imortalidade pela minha conduta. Se nunca passo no sinal vermelho, se não destrato as pessoas no meu dia a dia, se busco ser uma pessoa justa e correta, será que não estou deixando um exemplo para sempre ?

Se luto por um ideal que se traduz em minhas ações, não seria este ideal imortalizado por mim e por todas as pessoas que também o seguem ? Se tenho coragem de rever minhas atitudes, de reformular minhas idéias, de admitir meus erros e louvar meus acertos, não seria eu uma pessoa imortal na lembrança de todos que conviveram comigo depois da minha partida ?

Se da vida nada se leva, posso concluir que deixamos algo. E obviamente não é de matéria que estou falando. Deixamos afeto, carinho, idéias, exemplos, lembranças, valores e uma infinidade de coisas que nos faz sermos especiais, simplesmente por sermos únicos.

Todos somos substituíveis em nossas funções : um professor pode ser substituído por outro assim como um prefeito pode ser substituído por outro e assim sucessivamente... ninguém é insubstituível dentro de suas funções.

Mas somos insubstituíveis por sermos nós, por sermos únicos, por sermos pais, mães, filhos, cônjuges, irmãos, primos, excelentes profissionais, pessoas dedicadas e corretas. Somos únicos por sermos nós !