Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 8 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching & Psicanálise e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Relações abusivas


Pode acontecer assim : você conhece um cara bacana, bem humorado, bonito, carinhoso, que presta atenção em você, finalmente alguém que te olha e te admira. Você se apaixona quase que imediatamente, é seu príncipe encantado !

E um dia ele é áspero com você, fala num tom acima do usual. Passa um tempo, ele aparece sempre de cabeça quente. Mas ainda é carinhoso e ainda presta atenção em você. Depois ele começa a explodir, por algum motivo insignificante, ou quase sem motivo.... De repente ele está gritando com você por qualquer coisa. E você não sabe o que fez e tampouco sabe o que fazer, não quer perder aquele homem maravilhoso.

O próximo degrau é quando ele parte para a agressão verbal, quase ou literalmente te chama de burra, idiota, incompetente.... Num dia qualquer te empurra e você cai meio sem jeito no sofá. Da próxima vez já te empurra com mais força e você cai no chão. Mas ele ainda se preocupa com você, olha pra você ! E sutilmente aquilo que era atenção, vira obsessão. O cuidado dele em saber que horas você chega vira controle. Aos poucos você não se encontra mais com suas amigas, não faz mais nenhum programa sem ele. Ele vai te sufocando, sufocando.... e você achando que é amor....

Um dia vem um tapa, um arranhão, uma desconfiança injustificada – e você se sente a pior das criaturas. E pode viver isto por meses, anos, décadas....

Relatos assim são de mulheres que viveram relações abusivas, que se viram tão envolvidas e tão apaixonadas que não se deram conta da gravidade da situação. Ao mínimo desejo de terminar aquela relação, são ameaçadas pelo parceiro. Porque uma coisa é fato : os homens são muito mais fortes que as mulheres, por isto intimidam, empurram, gritam, machucam, não só emocionalmente como fisicamente, podem chegar ao estupro, podem chegar ao ato extremo de matar.

Portanto, preste atenção em suas relações. Se não for com seu parceiro, pode ser com uma amiga, que demanda tanto de você que te sufoca. Pode também ser com seus pais, em nome de terem lhe criado e lhe dado tudo, te chantageiam e se vitimizam para que você seja de propriedade exclusiva deles, sem parceiros, sem amigos, sem atividades fora de casa. 

Mas para toda e qualquer situação assim ou semelhante, há uma pessoa bem forte dentro de você mesma, que muitas vezes não sabe a força que tem, até que sua única opção é ser forte e se posicionar. 

Se você se encontrar numa situação parecida com estas, saiba que muitos podem te ajudar : psicólogos, psicanalistas, grupos de apoio, ONGs, assistentes sociais, psiquiatras. Todos podem te levar a descobrir o que você pode ter se esquecido : que é muito importante termos amor próprio, que o amor se conquista e não se exige, que relações saudáveis existem e que tudo o que foi exposto aqui não é normal.



segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Um Natal e um 2019 abençoados a todos !


O trecho do poema acima foi lembrado numa sessão com uma paciente e achei precioso compartilhá-lo. Que você tenha um Feliz Natal e que o exemplo do aniversariante se converta em suas ações em todos os seus dias. Que em 2019 você conquiste tudo o que merece ! Que a gratidão esteja sempre presente em seu coração !  Feliz Natal e um 2019 iluminado !!! Com muito carinho, Patrícia

sábado, 10 de novembro de 2018

Descubra seu Propósito de Vida - Praça do Campolim - Neste domingo, 11/11 das 9h00 às 12h00 - Sorocaba


O Grupo CODEP - Grupo de Estudos de Coaching & Desenvolvimento Pessoal de Sorocaba tem o imenso prazer em convidar a comunidade de Sorocaba e região para participar do 3º Evento Coaching no Parque, com o objetivo de oferecer um dia agradável e conversar sobre propósito de vida com os Coaches e voluntários presentes neste domingo. 

EVENTO GRATUITO

Garanta seu horário preenchendo o formulário no link abaixo:

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

O que podemos aprender com o casamento indiano


Foi um paciente quem me relatou o caso abaixo. Em viagem à Ìndia,  conversando com um colega de trabalho, acabaram falando sobre casamento. Segundo as tradições indianas, são os pais quem escolhem os parceiros de seus filhos. Passeando um pouco pela internet, descobri a informação de que 75% da população indiana está de acordo com esta prática. 

O rapaz indiano foi questionado sobre como poderia dar certo um casamento em que ele não escolheu a noiva, e a resposta dada por ele foi muito interessante :

- Não vejo por quê não daria certo ? Se vou me casar com alguém que não escolhi, a única escolha que posso fazer é amar esta pessoa. Eu posso escolher reclamar porque ela não tem o temperamento que eu gostaria ou os olhos azuis que admiro. Mas eu também posso escolher amar o que ela tem de melhor : seu bom humor, seu jeito carinhoso de ser, entre tantas outras qualidades. Amar é uma escolha.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Gatilhos de saudade


De repente você vai a um lugar que há tempos não ia.... Começa a se recordar da última vez que você esteve ali, lembra por qual momento da sua vida estava passando, compara com o momento atual... De repente este lugar te leva pra o passado, para suas lembranças, recordando com carinho aquele passado que não existe mais... e lhe vem uma saudade !

Pode ser também uma pessoa que há algum tempo você não encontrava.... Conversando com ela você se lembra do passado, recorda momentos vividos, revive sentimentos antigos.... de novo aquela saudade.

Saudade é uma palavra que só existe na língua portuguesa, difícil de traduzir para outros idiomas. Muitos a traduzem como “sentir falta”, mas é mais que isto. Sua origem vem do latim, de solidão. Vejo agora no dicionário uma boa definição : saudade significa a memória de algo que aconteceu e intensa vontade de reviver certos momentos.


quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

A resistência em se fazer Psicanálise


Gosto de pensar que fazer Psicanálise é um prazer. Tirar pelo menos uma hora na sua semana para falar de você, pensar e refletir sobre seus atos e comportamentos, sobre o por quê de agirmos de certa forma, sobre as influências que recebemos, sobre nosso papel no mundo, o desenvolvimento do nosso auto conhecimento, nossas dores e delícias – nada mais gostoso e enriquecedor !

Mas como já dito, temos dores e delícias, e falar ou refletir sobre nossas dores não é lá muito agradável. Olharmos para nossas sombras, para o que nos é desagradável, para nossas fraquezas e dúvidas, nossas angústias e ansiedades, acaba não sendo tão prazeroso assim.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Os altos e baixos da vida


Acontece com todo mundo. Pode ser um dia em que você acorde radiante, com energia para realizar muita coisa, resolver suas pendências, investir naquilo que você estava procrastinando, rever alguns amigos, ligar praquela tia distante... E no dia seguinte, você acorda cansado, desanimado, sem vontade de fazer nada e sai cumprindo as obrigações mínimas necessárias daquele dia.

Podem ser dias ou semanas assim, altos e baixos. Fases prósperas e cheias de energia. E depois fases de preguiça e procrastinação... Acontece com todo mundo.