Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 7 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching Afetivo e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Os altos e baixos da vida


Acontece com todo mundo. Pode ser um dia em que você acorde radiante, com energia para realizar muita coisa, resolver suas pendências, investir naquilo que você estava procrastinando, rever alguns amigos, ligar praquela tia distante... E no dia seguinte, você acorda cansado, desanimado, sem vontade de fazer nada e sai cumprindo as obrigações mínimas necessárias daquele dia.

Podem ser dias ou semanas assim, altos e baixos. Fases prósperas e cheias de energia. E depois fases de preguiça e procrastinação... Acontece com todo mundo.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

“Você nunca sabe a força que tem, até que a sua única alternativa é ser forte”



Li na internet esta frase atribuída a Johnny Depp e me peguei pensando nas dificuldades da vida : minhas, dos meus pacientes, dos meus familiares e amigos, das pessoas ao meu redor.

As adversidades da vida existem para serem superadas, para nos testarem, para nos gerarem um resultado que invariavelmente nos levarão ao aprendizado e ao amadurecimento. Somente após vencermos uma adversidade e sermos testados em nosso ponto fraco, poderemos dizer “sou forte, sou responsável, sou paciente, sou correto” ou qualquer qualidade testada naquele momento.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

A sociedade é tão importante assim ?


Se ainda não aconteceu com você, certamente acontecerá. Você se vê vivendo uma mesma rotina há anos : trabalhar, pagar as contas, dormir, cuidar dos filhos e da família, comprar, fazer dívidas, trabalhar mais, dormir menos, usar a roupa da moda, ter um carro zero, crescer na carreira... até que em algum momento você se pergunta : por quê ? Para quê ?

Deve haver algo mais do que só trabalhar, pagar as contas, dormir, cuidar dos filhos.... A vida é muito maior do que isso. As oportunidades nos aparecem diariamente. Oportunidades de quê ? De reflexão, crescimento, amadurecimento.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Fazer o que gosta ou gostar do que faz ?


Passamos muitas horas trabalhando. Se fizermos uma média aproximada, são pelo menos 8 horas trabalhando todos os dias, 8 horas de sono e mais 8 horas para outras atividades. Então passamos um terço dos nossos dias trabalhando, o que não é pouco. 

Se fazemos algo que gostamos, as horas passam voando, nem nos damos conta de que tanto tempo se passou pois nosso envolvimento é grande quando gostamos das nossas atividades, as horas passam levemente, não temos pressa para que o tempo passe.

Exatamente o oposto acontece quando não trabalhamos com o que gostamos. As horas demoram para passar, toda hora estamos olhando o relógio com a esperança de que ele já tenha avançado... e isto demora pra acontecer. Em situações assim, trabalhar é um fardo, as horas não passam nunca... e o que é pior : no dia seguinte acontece tudo de novo.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Insanidade é fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes


Todos querem mudar. Sempre temos algo que gostaríamos que fosse diferente. O ser humano é insaciável por natureza, sempre quer algo mais, ou algo novo ou algo diferente.

Uns querem mudar de vida, priorizando os bens materiais. Então desejam um carro melhor, uma casa melhor, quem sabe morar numa cidade melhor.

Outros querem saber mais, conhecer mais. Então fazem Faculdade, Especialização, Mestrado, Doutorado, Pós Graduação, novos cursos, sempre em busca de mais conhecimento.

Outros querem mudar seu jeito de ser : não gostariam de ser tão impacientes, ou tão descontrolados financeiramente ou tão procrastinadores...

O fato é que todos querem mudanças. Sempre temos algo que não nos contenta e por isso, queremos mudar. Mas a mudança na maioria das vezes é lenta e gradual. Não existe um botão que podemos apertar para que tudo mude. A mudança exige trabalho e comprometimento.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O Poder da Gratidão


Existem dias em que acordamos meio que de mal com a vida. Já começa com uma grande preguiça de sairmos da cama. Depois vem a rotina do dia a dia, parece que naquele dia nada dá certo : o trânsito está pior do que o de costume, o dinheiro não deu até o fim do mês, aquele seu encontro foi cancelado, o chefe está bravo com você, seus amigos estão todos ocupados.... Parece que tudo conspira para dar errado naquele dia.

Dias assim – por mais que não gostemos – são importantes na nossa vida. São importantes porque nos propiciam o exercício da gratidão. E este exercício pode ser sempre aprimorado, basta que tenhamos olhos para ver e coração para sentir.