Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 7 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching Afetivo e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Como a Psicanálise chegou em minha vida


A Psicanálise chegou em minha vida tão sem querer, tão "por acaso", que hoje, olhando pra trás, vejo como cada passo que eu dei só poderia ter me levado para um lugar....aqui....na Psicanálise !

Sou formada em Administração de Empresas e escolhi este curso por gostar muito de Humanas e Exatas. Para mim a Administração era a conjunção das duas coisas. Mas ao me ver trabalhando numa grande empresa de auditoria, percebi que gostava mesmo era de RH. Mas não, não havia como, naquela empresa, ser transferida de trainee de auditoria para RH.

Comecei estudando na PUC-SP, terminei e me formei na PUC-Campinas e acabei sendo direcionada para a área de Comércio Exterior por causa do meu inglês fluente. Cheguei a fazer Especialização em Comércio Exterior (naquela época ainda não havia curso de Administração com ênfase em Comércio Exterior), e além do inglês, também estudei italiano e espanhol.

Mas.. como toda boa Administradora de Empresas, eu logo quis ter meu próprio negócio. Com a ajuda do meu padrasto, que meu deu o capital, isto foi possível. E assim os anos foram se passando...

Até que um belo dia, recebi um e-mail sobre Coaching. Eu não sabia o que era aquilo e logo me interessei. Não demorou muito para eu fazer meu primeiro Curso de Coaching. O Coaching me encantou por ser um processo com olhos para o futuro, para a meta que a pessoa quer alcançar, uma atitude positiva para com a vida e para com os nossos sonhos.

Alguns Coaches de Campinas se uniram e formaram o Grupo de Estudos de Coaching de Campinas. Falávamos de ferramentas, de estudos de caso, da divulgação da nossa nova profissão, até que eu trouxe uma questão : eu adorava as técnicas do Coaching, mas eu sentia necessidade de conhecer melhor o ser humano, como ele funciona, como lidar com a bagagem que temos e com a que adquirimos ao longo da vida ? Foi aí que uma amiga do Grupo de Estudos me falou da Psicanálise, me indicando um curso que prontamente fui fazer e no qual estou me formando.

Há anos trabalho com Coaching Afetivo, melhorando a qualidade nos relacionamentos para solteiros, namorados/noivos, casados, separados e viúvos. E agora me vejo começando tudo de novo... desta vez, com a Psicanálise.

Enfim.... a Psicanálise chegou, e com ela este blog. Seja bem vindo !

"Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, desperta." - C. G. Jung