Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 7 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching Afetivo e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



sábado, 23 de abril de 2016

Somos nós que cuidamos do nosso jardim


Todos os dias Maria acorda, pega o ônibus para o trabalho no ponto de ônibus na esquina de casa e segue para o trabalho. No trabalho cumpre a rotina de sempre e no final do dia pega o mesmo ônibus que a levou para o trabalho, desta vez no trajeto inverso, de volta para casa. Desce no ponto de ônibus na esquina oposta de onde embarcou pela manhã, e assim retorna para casa, já pensando na comida do jantar.

Janta, toma um banho, assiste à novela e vai se deitar. No dia seguinte, a mesma toada de sempre : se levanta, pega o mesmo ônibus para o trabalho, etc, etc, etc...

Seus dias têm sido assim há muitos anos, até que numa manhã algo lhe chamou a atenção : a vizinha que mora em frente à sua casa está cuidando de seu jardim, admirando as lindas rosas amarelas que floresceram e trazem um lindo colorido para sua casa. Na volta do trabalho, Maria passa em frente ao jardim, já que está do lado oposto à sua casa, e neste instante se encanta com o perfume das rosas amarelas.

Ela chega em casa e janta, toma banho, assiste à novela e vai se deitar, como em todos os outros dias. Mas neste dia ela sonha. Sonha que está num jardim cheio de rosas amarelas, lindas, perfumadas, que a convidam para dançar. E no sonho ela dança, rodopia, gira e se embriaga com tanto perfume.

No dia seguinte ela acorda, pega o ônibus para o trabalho, mas já tem algo diferente em sua mente. No seu horário de almoço, diferente de todos os outros horários de almoço que sempre foram iguais, procura uma floricultura e ao contrário do que poderíamos supor, não compra rosas amarelas e sim, se informa de onde encontrar as sementes e como cuidar de rosas.

Ao chegar em casa, não janta, não toma banho, não assiste a novela e não vai se deitar. Vai ao seu quintal, escolhe um vazo grande e velho, descascado, esquecido ali há anos, e o prepara para receber as rosas mais lindas que poderiam existir.

Nos dias seguintes, compra terra, semente, adubo, planta as rosas e conversa com seu vaso, que passou a ser seu grande confidente. Sabe que dali emergirá vida, perfume, cor, tudo o que faltava em sua vida. Entende a sutileza de se cuidar de um jardim, compreende que é capaz de cultivar lindas rosas se suas lindas rosas também forem cultivadas internamente. Percebe, enfim, que aprendeu com sua vizinha uma grande lição : somos nós que cultivamos e cuidamos do nosso jardim.